SLIDE9 SLIDE8 SLIDE7 SLIDE6 SLIDE5 Slide 3 Slide 2 Slide 1

Nas Veredas da Vida

INTRODUÇÃO

 Tem-se falado muito sobre os problemas ligados à ecologia, da destruição da natureza, da poluição ambiental, da água, do ar, do solo etc, pelo maior depredador e destruidor da natureza – o elemento humano.

Tais poluições e agressões que assistimos sistematicamente acontecer ao nosso redor em proporções alarmantes, são consequências, causadas diretamente pela pior de todas poluições e agressões — a invisível –o instinto destruidor que ninguém vê situada bem no fundo da mente e do coração humano, o centro das motivações — a poluição mental, moral e espiritual. É lá que se encontra a causa, é lá que tudo começa, é de lá que tudo procede. “È no coração do homem que reside o principio e o fim de todas as coisas”, já dizia Leon Tolstoi, escritor romancista russo. Nisto concorda também a Assembleia Ecumênica Europeia “Paz e Justiça” realizada em Basileia, na Suíça tempos atrás com a presença de 638 delegados, clérigos e lideres religiosos. No documento adotado, entre outras, formulou-se a pergunta: “Quais são as causas fundamentais dos perigos que enfrentamos hoje?” Resposta: “ As verdadeiras causas devem ser procuradas no próprio coração da humanidade, nas atitudes e mentalidades humanas. Os impasses em que nos encontramos tem fundamentalmente origem no fato de que foram abandonados os caminhos de Deus”.

Infelizmente, a sociedade atual compõe-se principalmente de pessoas para quem esse

“negocio de viver” tende mais para a falência. O homem procura às cegas novos ideais,novas respostas, novas soluções para os segredos do significado da própria existência. Na sua ansiosa busca tornou-se um gigante tecnológico, permanecendo no entanto um pigmeu sob o ponto de vista moral e espiritual. O olhar mais casual à nossa volta – num mundo torturado por ansiedades, dúvidas, depressões, desesperos, vícios, confrontação e alienação, imoralidades, insegurança, injustiças, corrupções, violências e guerras pela paz em nome de Deus – leva-nos à conclusão tristemente obvia de que as nossas proezas no campo do desenvolvimento tecnológico e nos sistemas de ensino educacionais em geral, não dão respostas claras e precisas, nem mesmo o remédio para a solução dos anseios mais essenciais, mais profundos e importantes do pensamento e do coração humano. Temos de procurar encontrar essas respostas não na tecnologia moderna ou novos caprichos e tendencias da maioria popular, mas em outra fonte.

Os problemas no campo moral e social que aqui chamamos de poluição invisível ou velada, é consequência causada: pela irresponsabilidade gerada principalmente pela frouxidão moral,pela filosofia politica e religiosa moralmente decadente; pela ausência do temor a Deus, sem convicção profunda da existência dum soberano projetista e criador universal, legislador das leis que regem o universo, a natureza, o meio ambiente e a ética moral da consciência humana; pela ausência de quaisquer restrições, sem quaisquer responsabilidades vinculadas à princípios de conduta de normas éticas morais; pela falta de educação, conscientização e orientação moral e espiritual adequada, baseada nos eternos princípios e preceitos da pura filosofia do cristianismo primitivo original, ensinado pela maior autoridade e referência em ética moral, o Mestre, nosso senhor Jesus Cristo, que se encontram delineados nas Escrituras Sagradas. Sem uma consciência adequadamente educada e treinada para a capacidade de discernimento entre o bem e o mal, as pessoas geralmente, confusas e desnorteadas, quais ovelhas sem pastor, chamam a escuridão de luz, a luz de escuridão, o doce de amargo o amargo de doce, o sujo de limpo e o limpo de sujo; chamamos isso de inversão dos valores.

Eis a razão: se uma pessoa sabe como e para que proposito foi criado ou existe, então todas as opções que se lhe apresentem e os métodos à seguir para viver, serão baseados em verdades absolutas conhecidas, provadas e universalmente aplicáveis, leis e princípios documentados pelo decurso de todos os fatos historiados e que deram certo. Atuar de acordo com essas leis ou normas é a forma mais transcendente da sabedoria. A pessoa pode então cooperar ativamente com as leis fundamentais embutidas na sua consciência para criar para si a vida mais frutuosa mais esclarecida e mais sã que ela possa imaginar. Todo o seu potencial latente de sucesso pessoal se poderá realizar.

A serie “Nas Veredas da Vida” propõe-se tentar fornecer ajuda no combate à poluição invisível, com ferramentas adequadas e eficazes para despoluir e purificar mentes e corações à base de conselhos e sugestões. Trata-se duma coletânea de informações em serie em forma de crônicas, nas quais expõe-se as leis fundamentais envolvidas no viver a vida sabiamente no dia a dia, revelando o poder dinâmico da natureza humana, uma filosofia prática que abarca totalmente a vida. Cada um de nós, em cada dia vivido, confronta-se com os efeitos, destas leis atuantes sobre a nossa vida. A lei da “causa e efeito” é tão real e prático como a lei da gravidade. O mesmo se passa com as leis envolvidas do pensamento, da fé, na escolha, no sucesso e as outras realidades fundamentais da natureza humana. Não se trata dum novo caminho ou duma nova filosofia de vida. Baseia-se sim, no que há melhor disponível na arte natural de ensinar orientar e educar. Focaliza de modo claro e conciso os fatos essenciais da vida, identificando as forças invisíveis influentes e atuantes por trás das ações, quer positivas ou negativas, que tanto podem elevar ou afundar cada um de nós.

Cada pessoa é responsável pelo uso apropriado ou uso inadequado ou ainda o desprezo desses predicados. Cada ser humano consciente tem a responsabilidade e o dever para consigo próprio, para com o seu mundo e para o Soberano Criador, a quem deve a sua existência, de desenvolver esses predicados sem fugir às leis da sua natureza. Se assim proceder, aprenderá a dominar o temperamento, moderar os apetites, sublimar as emoções, esclarecer o espirito e aumentar o discernimento e a perspicácia.

Moralmente falando, a verdadeira vida é uma questão de evolução, crescimento para o bem ou então uma vida para o mal, estagnada fútil e decadente. Entre esses dois polos extremos há vários graus que determinam a condição de vida e o caráter de cada pessoa.

Sim, as leis da vida constituem um dos estudos mais elevados e benéficos a que se pode dedicar a inteligência e o coração humano. Tais leis e normas de conduta ético moral deveriam ser ensinadas largamente nas igrejas e nas escolas. Deveras, investir na formação do caráter humano, na construção de uma pessoa, é o maior é o mais majestoso dos projetos para o futuro. Para evitar termos de construir cada vez mais penitenciarias para adultos mal educados.

Aprenda então com os conselhos e sugestões do quanto essas leis e princípios lhe podem ensinar e ajudar desde agora, e não quando estiver a morrer e descobrir que não chegou a viver a vida plenamente, como bem o disse, Émerson, escrito norte-americano: “poucos homens se encontram a si próprios antes de morrer”.

Portanto, toda pessoa inteligente, pode e deve melhorar a qualidade e a plenitude de sua própria vida e vivê-la de acordo com as leis de consciência. Todos nós temos a potencialidade e a oportunidade de nos tornarmos peritos da arte sutil de levar uma vida regrada harmoniosa, pacifica, dinâmica e feliz. A fonte destas informações, a matéria-prima, está agora disponível bem próximo de todos –os resultados poderão ser milagrosos.

Autor: Nivo Walz




Nossos Parceiros



© Germania de Sempre 2010-2016. Todos os Direitos Reservados - Desenvolvido e Hospedado na Hospeda Empresa