SLIDE9 SLIDE8 SLIDE7 SLIDE6 SLIDE5 Slide 3 Slide 2 Slide 1

Ano Novo, Esperança Nova

Ano Novo, Esperança Nova

Todos os anos um ciclo de translação  da Terra se completa ao redor do Sol e com ele finda mais um ano ou período segundo o calendário gregoriano adotado pela Cristandade no ocidente, transformando-o  em passado na escala do tempo.

Seria muito bom se na prática todos os dissabores da vida, as angustias, as frustrações, as ofensas, as dividas, enfim, os problemas cotidianos, também se tornassem coisas do passado, não é mesmo? Como seriamos felizes se fosse possível jogar para o passado com a mudança do calendário, num abrir e fechar dos olhos e iniciar o Ano Novo com todos os problemas solucionados, zerados e postado agora sobre um novo patamar.

Como isto não é possível, resta a esperança de dias melhores que felizmente sempre estará presente nos corações aflitos. Ainda bem!

Por essa razão todos os anos renovam-se as esperanças —esperança de dias melhores é o que mais se ouve falar e desejar nessa época do ano –e como escreveu a escritora brasileira Grácia da Cunha Matos: “A esperança é necessária ao coração como o Sol à existência das flores”. E Frederico I, rei da Prússia disse que “O sonho e a esperança são dois calmantes que a natureza concede ao homem”. Como também a escritora norte americana, Perll Book  escreveu:  “Quando tudo corre mal ,confortamo-nos com a idéia de que a situação poderia ainda ficar pior. Mas quando isso acontece, agarramo-nos à esperança de que, estando as coisas tão más, só podem melhorar”. Daí, a expressão popular: “A esperança é a última que morre”.

Claro que as coisas sempre podem melhorar e melhoram mesmo, dependendo muito de nós mesmos; depende muito da cabeça de quem tem a esperança. Além, do desejo e da esperança de dias melhores, tem de haver ação da nossa parte. Tem de haver empenho. Pois, esperar apenas de braços cruzados as coisas apenas  simplesmente acontecer ou melhorar, não funciona na prática, não realiza a esperança.

É bom sonhar e ter esperança, todavia, para realizar o sonho e alcançar a esperança, estes devem basear-se em ações, em caminhos sólidos, racionalmente traçados, com equilíbrio e de acordo os preceitos e os bons princípios da elevada ética moral cristã original. Como bem o disse o escritor alemão Peter Bamm: “O que importa na vida não são somente os objetivos que nos propomos, mas os caminhos na vida que trilhamos para alcançá-los”.

A atitude pessimista ou negativa é um grande obstáculo, um grande empecilho no caminho para alcançar a esperança. Por sua vez o otimismo equilibrado com atitude realista e positiva ajuda muito e muito mesmo a alcançar o objetivo e a realização da esperança, como bem ilustrou William George Ward teólogo inglês: “O pessimista queixa-se dos ventos. O otimista espera que eles mudem. O realista ajusta as velas e segue em frente”.

Apesar dos ventos contrários que se formam e agitam o mar da vida, apesar das contrariedades do dia a dia, icemos pois , as velas do nosso simbólico barco, zarpemos e velejemos então com coragem e fé no grande mar do Ano Novo á dentro zingrando através das ondas sujeito a tempestades e calmarias, em direção do porto seguro da esperança, da paz, da harmonia, repleto de profícuas realizações, na graça de Deus. Feliz Ano Novo!

 NIVO WALZ



Nossos Parceiros



© Germania de Sempre 2010-2016. Todos os Direitos Reservados - Desenvolvido e Hospedado na Hospeda Empresa