SLIDE9 SLIDE8 SLIDE7 SLIDE6 SLIDE5 Slide 3 Slide 2 Slide 1

A nossa indispensável água

A NOSSA INDISPENSÁVEL ÁGUA

 

A água – essa extraordinária substância é outra maravilha projetada pelo Criador todo sábio a favor da vida aqui na terra. A terra contem amplas reservas de água, dotada de propriedades essenciais à vida. É mais abundante do que qualquer outra substância. Nos oceanos se encontra armazenada 97% da água do planeta, e 2% do total está congelada. Para consumo humano, usamos 1% do que resta—4 trilhões litros por dia – obtido na superfície da terra ( em rios, lagos e nascentes) ou extraído do subsolo. Entre suas muitas qualidades vantajosas acha-se a de que ocorre em forma de gás (vapor de água), –de liquido (água), —e de sólido (gelo) — tudo no âmbito da variação da temperatura da terra. Também, os milhares de matérias-primas que os humanos, os animais e os vegetais precisam, tem de ser transportados em forma fluídica, tal como o sangue ou a seiva.

A água é idealíssima para isto uma vez que dissolve mais substâncias do que qualquer outro liquido. Sem água, não poderia prosseguir a nutrição, uma vez que os organismos vivos dependem da água para dissolver as substâncias de que se nutrem.

A água também é extraordinária pela forma em que congela. Á medida que a água contida nos lagos e nos mares se resfria, torna-se mais pesada e afunda. Isto obriga a água mais leve, e mais tépida, a subir. Todavia, à medida que a água se aproxima do ponto de congelamento, tal processo se inverte! A água mais fria então se torna mais leve e sobe. Quando se solidifica em forma de gelo, flutua. O gelo atua como uma camada isolante e impede que as águas mais profundas se congelem, protegendo assim a vida marinha. Sem tal qualidade impar, a cada inverno mais e mais gelo afundaria a um ponto que os raios solares não poderiam derretê-lo no verão seguinte.

Dentro em pouco, grande parte da água contida nos rios, lagos e mesmo nos oceanos se tornaria gelo compacto. A terra se transformaria num planeta gelado que seria inóspito para a vida. É também extraordinário o modo que as regiões bem afastadas dos rios, dos lagos e dos mares recebem a água que sustenta a vida. A cada segundo, o calor do sol transforma bilhões de litros de água em vapor. Este vapor mais leve que o ar, sobe flutuando e forma nuvens no céu. As corrente de vento e de ar movimentam tais nuvens, e, sob as condições e temperaturas propicias, a umidade se precipita em forma de chuva. Mas, as gotas de chuva tendem a aumentar apenas até certo tamanho.

Que aconteceria se isso não fosse assim? Isso seria desastroso! Em vez disso, a chuva geralmente cai no tamanho exato, e de forma branda suportável, só em casos raros poderá talvez danificar uma lâmina gramínea, ou a flor mais delicada. Que projeto majestoso e sábio da parte do Criador do universo, torna-se evidente e mostra a amorosa consideração para perpetuar a vida na terra através do ciclo das águas.

Atribuindo a Deus como causador de toda essa maravilha, poeticamente o salmista inspirado, na Bíblia, escreveu: “Tu fazes rebentar fontes nos vales, cujas águas correm entre os montes; dão de beber a todos os animais do campo; os jumentos selvagens matam a sua sede; junto delas tem as aves do céu o seu pouso e, por entre a ramagem, desferem o seu canto. Do alto de tua morada regas os montes; a terra farta-se do fruto de tuas obras”. Salmo 104:10-13.

A região onde ocorre o maior índice de precipitação pluviométrica —–onde mais chove— é a região das florestas tropicais. Chuvas e florestas são parceiras muito ligadas, e dependem uma da outra. No entanto, a desregrada destruição sistemática das florestas tropicais pelos homens, é considerada como a mais terrível ameaça ao equilíbrio ecológico da terra com consequências incalculáveis com a possível extinção das fontes das águas.

Quanta loucura, falta de respeito e consideração para com o Criador e sua natureza, demonstram tais homens ingratos e gananciosos!

 

COMO EXPRESSOU-SE CERTO POETA:

 

“Se tão somente os homens conservarem as águas

As águas alimentarão as plantas

e as plantas libertarão as flores

e as flores deslumbrarão os olhos

e os olhos distinguirão as luzes

e as luzes iluminarão os caminhos

e os caminhos conduzirão os homens…..

Se os homens conservarem as águas”.

 

Nivo Walz



Nossos Parceiros



© Germania de Sempre 2010-2016. Todos os Direitos Reservados - Desenvolvido e Hospedado na Hospeda Empresa